O crescimento da internet não foi algo lento, em poucos anos todo um sistema de pesquisa, atualizações Google e de redes sociais foi implantado no dia a dia das pessoas.

Atualmente, é quase impossível conviver na sociedade contemporânea sem o acesso constante à web. As mudanças digitais são cada vez mais comuns diante do avanço da tecnologia e o algoritmo do Google é um ótimo exemplo disso. Confira!

Entender as atualizações do Google é extremamente importante para melhorar um site.
Mudanças e novidades na inteligência do sistema Google | Foto: Pixabay

Algoritmo do Google

O Google é sem dúvidas o maior e mais usado mecanismo de busca no mundo. É uma ferramenta gratuita e avançada. Ao longo do tempo foi crescendo e se diversificando ao ponto de ser destaque em outras áreas digitais além da pesquisa, como o Google News, Google Tradutor, Google Discover, YouTube, Gmail, Google Maps, navegador Chrome, assistente virtual, Google Play Store (loja de aplicativos), Google Acadêmico, Google Docs, Google Fotos e muito mais. 

Um exemplo da influência e importância dos serviços do Google para a população foi o caso que ocorreu em novembro de 2020, onde a plataforma ficou fora do ar, não só no searching como em outros aplicativos, e afetou diretamente todos os usuários da internet.

O assunto repercutiu ao ponto de chegar ao trend topics do Twitter e ser pauta de conteúdos e assuntos de vários influenciadores digitais. Para te ajudar, separamos uma lista com as principais atuações do Google. Vamos lá!

Atualizações do Google:

Além de mudanças diárias e anuais que acontecem, segue alguns exemplos de inovações específicas e que geraram atualizações Google:

Florida

A Florida é considerada a primeira grande atualização do Google por abrir espaço para o aparecimento do SEO (Search Engine Optimization). Foi aplicada em 2002 com a finalidade de identificar e combater os conteúdos de baixa qualidade que utilizavam práticas como o keyword stuffing.

Panda

O upgrade Panda está ligado à verificação de sites que possuíam conteúdo de baixa qualidade, pouco útil ou que contavam com anúncios em quantidade exagerada. Essa mudança ocorreu em 2011 e afetou quase 12% dos resultados de pesquisa.

Penguin

O Penguin Update, na época em que foi lançado, em 2012, ficou conhecido como Webspam Update. O objetivo da ferramenta foi punir sites que infringiram as diretrizes do Google praticando keyword stuffing ou qualquer outro esquema de black hat SEO.

Hummingbird

A atualização Hummingbird ocorreu em 2013 e passou a considerar o universo semântico no mecanismo online de busca. A novidade fez o algoritmo ir além das palavras-chave e começar a incluir sinônimos, contexto inseridos, localização do usuário e pesquisas feitas anteriormente.

HTTPS/SSL Update

O HTTPS/SSL Update foi feito para aperfeiçoar a plataforma na questão de segurança e virou um importante fator de ranqueamento do algoritmo do Google. Foi uma maneira encontrada, em 2014, para a criação de uma internet mais segura a qual impedisse que dados fossem identificados no meio do caminho em casos de interceptação.

Rankbrain

Em 2015, o Google lançou o Rankbrain. Esse novo algoritmo se tornou um dos três principais fatores de ranqueamento e teve como destaque a incorporação da inteligência artificial ao sistema.

EAT

A EAT, lançada em 2019, é a sigla para Expertise, Authoritativeness and Trustworthiness que se traduz como: Expertise, Autoridade e Credibilidade. Respectivamente, cada parte serviu para identificar a experiência dos autores, a autoridade – como interação válida, sem uso de spam ou bots – e confiabilidade quando se refere a conteúdos de boa qualidade, sem erros gramaticais e ortográficos.

Favicon e posição 0

A posição 0 ou featured snippets foi aplicada a fim de verificar páginas que apresentassem resultados repetidos no conteúdo em destaque e na sua posição original. A outra mudança do mesmo ano, 2020, teve a intenção de identificar os usuários que já visualizaram a página nos dispositivos móveis. Entretanto, essa já não foi tão aceita por boa parte do público.

Por fim, o que achou das nossas dicas sobre as atualizações Google e o modo como o algoritmo do Google funciona? Para ler mais conteúdos como esse, clique aqui e acesse o blog F.Content!