Um dos objetivos principais de qualquer site é que sua página esteja nas prioridades do ranking de busca no Google. Para que isso ocorra, é importante ter bastante cautela ao desenvolver o marketing de conteúdo da sua marca. A partir de um texto idêntico a outro site ou com apropriação intelectual, o monitoramento de busca entende que seu trabalho caracteriza-se como plágio ou conteúdo duplicado. Neste post, vamos tirar suas dúvidas sobre o assunto!

Evitar um conteúdo duplicado pode ajudar a ter bons resultados no Google
Como ter bons resultados no Google, sem conteúdo duplicado. | Foto: Pixabay.

Como ter bons resultados no Google, sem conteúdo duplicados | Foto: Pixabay

O que é conteúdo duplicado?

Para o Google, um conteúdo duplicado consiste na repetição parcial ou total do material de um site para o outro, copiado e colado. Entretanto, essa definição não se aplica aos casos que as devidas referências são dadas, pois assim fica claro que há um texto original e é dado o direcionamento para ele.

Por mais que a ideia de plágio seja conhecida e totalmente descartada pela maioria das pessoas, ninguém está imune. Muitas vezes, o conteúdo é duplicado por um profissional que não tem muita experiência na área ou até mesmo por um indivíduo de má-fé.

Por exemplo, o mesmo site, com a mesma estrutura e material pode ser encontrado em URLs diferentes, tendo em vista que foi mal configurado e acabou se duplicando. Nessa perspectiva, mesmo não havendo plágio de fato, as ferramentas de pesquisa enxergam a compatibilidade e isso afeta a credibilidade da sua página.

Rastreamento do Google

A inteligência do Google pode identificar um conteúdo duplicado facilmente. Uma vez que o mesmo texto aparece em vários sites, em um curto espaço de tempo, os algoritmos da plataforma recebem isso como um sinal de spam e disparam alarmes que prejudicam as páginas nas pesquisas. Além disso, interfere diretamente na redução do rankeamento do seu site como uma forma de punição.

Um caso prático que exemplifica essa questão é de um profissional de Relações Públicas que copiou todo o texto do ícone “sobre” de uma determinada empresa – que serve para dar uma ideia geral do seu negócio e de como ele funciona – e replicou para diversos veículos. O material foi publicado sem alterações, o que resultou na identificação desses conteúdos pelo Google como spam.

Quando isso acontece, o marketing de conteúdo é danificado e, consequentemente, o SEO também. É importante destacar que SEO (Search Engine Optimization) é um conjunto de técnicas que tem o objetivo de garantir a posição da sua página entre os primeiros resultados dos mecanismos de busca online no Google.

Diversas empresas, como a F. Content, cuidam de todos esses processos a fim de investir no conteúdo como forma de engajamento de clientes. O foco é a performance da marca e os bons resultados de rankeamento. Para que isso aconteça, há alguns meios para evitar que materiais sejam duplicados acidentalmente, além de ajudar a minimizar danos.

Como ajudar os monitores de busca:

Primeiramente é necessário saber identificar conteúdos repetidos no site por versões de impressão ou pelos URLs duplicados. Sendo assim, pode-se informar aos motores de busca qual é a versão correta do material usando a configuração de redirect 301. Realizado diretamente no servidor, faz com que os usuários não consigam mais acessar a página duplicada. Ao invés disso, serão automaticamente redirecionados para o URL original.

Canonical tag

Enquanto esses redirecionamentos são permanentes e feitos no servidor, existe também a canonical tag. Ela é inserida diretamente no código-fonte das páginas da internet, a fim de indicar qual é o conteúdo original. As ferramentas online de busca fazem a leitura da tag inserida e servem como um alerta para quando um usuário realiza a pesquisa.

A canonical tag também é muito usada com o objetivo de republicar um post antigo ou de postar o material em uma página diferente como guest post (convidado em outro site). É uma maneira de abrir os horizontes do seu negócio ao alcançar um novo público e conseguir bons links.Por fim, é importante que sempre haja um monitoramento completo da estrutura da página para se assegurar de que nenhum outro site está copiando conteúdos seus. Em casos desse tipo, a própria inteligência do Google pode se confundir e decidir erroneamente qual é a página “original” e qual não deve ser exibida. Por isso, é essencial apostar na precaução a fim de evitar conteúdo duplicado no marketing de conteúdo da sua empresa.