As punições e penalidades ocorrem pela falta de respeito das diretrizes da plataforma do Google

Compreender como funciona as penalidade e punições do Google é importante para evitá-las e produzir bons conteúdos na web.
Saiba como evitar penalidades e punições do Google. | Foto: Unsplash.

Recentemente, temos visto diversas contas e páginas sendo penalizadas em redes sociais, mas como isso funciona em uma ferramenta de busca como o Google? Como qualquer atividade ou plataforma que tenha as suas regras, o Google tem diretrizes de uso que penalizam quem não as segue. Podemos explicar de forma geral como uma regra de jogo que foi quebrada e o jogador pode ser punido por isso. 

Todas essas diretrizes e valores objetivam, acima de tudo, uma boa experiência para o usuário da plataforma. Assim, as regras dessas plataformas existem e devem ser respeitadas. Pense na desordem de conteúdos e desinformações que poderia existir se o Google não tivesse regras. O algoritmo do Google trabalha para que essa boa experiência do usuário não seja prejudicada. 

Mas para que você não corra o risco de ter algum conteúdo penalizado, mesmo que seja sem intenção, vamos mostrar quais são as situações que você deve evitar para não passar por isso.

Como sei que meu site foi punido ou penalizado?

Agora que já sabemos o que é a punição e penalidade do Google, vamos ver como ela se dá na prática.

Há a possibilidade de você ser penalizado de forma automática ou manual. A forma automática é a mais simples e nem sempre você fica sabendo que seu site teve essa punição. Pode ser que você receba um alerta que deixe claro onde você errou, mas não é uma regra. Essa forma de penalidade é mais leve e a punição é dada de forma individual, por algum representante do Google. 

Mas como não podemos ficar dependendo de um alerta, que talvez não venha falando sobre a penalidade, há outras formas de verificar se seu site está sofrendo uma punição. A primeira e principal delas é analisar e estar atento ao posicionamento que sua página está ocupando. Quando o Google dá uma punição, normalmente a posição que o site está cai bruscamente. É possível verificar esses dados por meio do Google Analytics, por exemplo.

Na prática da existência do seu site, isso o afetaria deste modo: se levasse uma punição leve, desceria apenas algumas posições e, possivelmente, cairia três páginas nos resultados de pesquisa. Se fosse uma punição grave, poderia correr o risco de aparecer entre os últimos resultados, o que não é nada bom.

Mesmo que seu site tenha sido penalizado de alguma forma, não significa que ele tenha sido excluído, então, atente-se a isso. Se sua página não sofreu essa penalidade tão forte, isso é bom, porque você tem a possibilidade de consertar o que violou na primeira vez. 

Mas também há as penalidades algorítmicas, que pelo nome sabemos o que a ação do site afeta: os algoritmos. Essa forma de punição é mais automática, ou seja, é como se existisse uma regra que é fiscalizada por algoritmos. Assim, se há alguma penalidade, eles também são os responsáveis por aplicá-la. 

Há dois algoritmos principais que fazem esse trabalho: Penguin (qualidade de link) e Panda (qualidade de conteúdo). Eles são atualizados duas vezes por dia, isso significa que é mais fácil para o usuário ver sua penalidade, afinal, nesse tipo de situação, não há nenhum alerta que avise a ocorrência.

O que posso fazer para evitar a punição ou a penalidade?

Uma ação muito prática para não correr o risco de ter seu site punido ou excluído é ler as Diretrizes de Qualidade, que é basicamente um “manual” de bom funcionamento. Se você seguir à risca as normas que estão escritas ali, dificilmente irá contrariar alguma.

Outra boa iniciativa é corrigir a ação que foi penalizada, fazendo com que seu site siga de forma certa as recomendações da plataforma e dos algoritmos.